O que é o Clareamento Dental?

O clareamento dental é um tratamento realizado pelo cirurgião-dentista para clarear os dentes naturais. Os géis clareadores não agem em coroas (próteses) e restaurações.

Resultado Final

caso 1 final intra

H. H. Vieira

Quando o clareamento dental é indicado?

O clareamento dental é um tratamento estético que pode ser indicado para as queixas de escurecimento dental. O escurecimento dos dentes pode acontecer pelo uso frequente de produtos e alimentos como:  café, chá preto, vinho tinto e também do fumo.

Os dentes podem ainda apresentar alterações de cor ou manchas devido a causas genéticas, em consequência de um traumatismo dentário, de um tratamento de canal, do uso de antibióticos como a tetraciclina e seus derivados na fase de formação do dente e de restaurações de amálgama de prata antigos.

Condições desfavoráveis para o uso dos agentes clareadores

Algumas condições desfavorecem o clareamento dental como a inflamação gengival, presença de cálculo dental, retrações gengivais, dentes não totalmente erupcionados e a cárie dental.

Dentes Não Totalmente Erupcionados

Quando os dentes decíduos são trocados pelos dentes permanentes, existe um tempo para a total erupção dental. Assim, é comum observarmos jovens com a coroa do dente parcialmente recoberta pela gengiva.

O clareamento dental nessa fase geraria manchamento do dente, uma vez que o gel clareador não teria ação sobre a porção recoberta pelo terceiro tecido gengival.

Retração Gengival e Sensibilidade

Indivíduos que possuem retrações gengivais podem apresentar quadros de sensibilidade dentária, caracterizando uma possível limitação ao tratamento clareador. Tais retrações acontecem pela escovação traumática e como sequela do tratamento periodontal (tratamento da gengiva).

Inflamação Gengival e Cálculo Dental

As doenças periodontais são muito prevalentes na população adulta e devem ser tratadas antes da realização do clareamento dental, evitando alterações gengivais e manchamento dental.

Cárie Dental

A cárie dental e a presença de restaurações mal adaptadas deverão ser tratadas previamente ao clareamento dental.

O que pode acontecer com o uso indevido dos agentes clareadores, sem a orientação do cirurgião-dentista?

Sensibilidade Dentária

Devido a:

° Retrações gengivais

° Restaurações mal adaptadas

° Presença de Cárie

° Áreas dentais desmineralizadas

Irritação Gengival

Devido a:

° Gel clareador em excesso

° Moldeira mal adaptada

Por essas razões o clareamento dental deve ser feito sob supervisão de um cirurgião-dentista.

Recomendações para o tratamento

A consulta a um cirurgião-dentista é fundamental para uma correta avaliação da necessidade de realização de tratamentos prévios. De acordo com as características clínicas individuais, o cirurgião-dentista indicará a melhor técnica e a concentração de agente clareador. Segundo as recomendações de seu cirurgião-dentista você obterá saúde bucal e um sorriso belo e saudável.

Realização

logo-cliente

Conselho Regional de Odontologia de São Paulo
Câmaras Técnicas de Dentística e Periodontia

Os cirurgiões-dentistas de São Paulo preocupados com a saúde bucal da população.